Governo de Canadá
Símbolo Governo de Canadá

Governo do Canadá

brasil.gc.ca

Breadcrumb

  1. Página inicial
  2. >
  3. Descubra o Canadá
  4. >
  5. Sobre o Canadá

Transportes

A história do Canadá está intimamente ligada à história dos transportes e ao seu triunfo gradual sobre a geografia.

O Canadá é o segundo maior país do mundo, mas em população é o 28º. Seus 27 milhões de habitantes estão espalhados pelos 9 970 610 Km2, estendendo-se por uma faixa de 5 500 Km do Atlântico ao Pacífico, o que gera uma densidade populacional de aproximadamente 3 habitantes por Km2. Uma rede de transportes eficiente é essencial para manter todo o Canadá unido, para permitir que pessoas e mercadorias se desloquem livremente através do país e também para levar os produtos canadenses para outros mercados internacionais.

Para construir e manter tal rede, o Canadá transpôs enormes barreiras naturais. No inverno, a neve tem de ser constantemente retirada das rodovias, pistas dos aeroportos e ferrovias. Em muitas áreas, os cursos d'água são abertos somente durante o verão. As montanhas escarpadas, as vastas áreas de pântanos e tundra, florestas quase impenetráveis e os extremos de temperatura desafiam os conhecimentos de engenheiros e construtores.

Apesar destes obstáculos, o Canadá tem desenvolvido um sistema de transportes altamente sofisticado. O país tem mais quilômetros de estradas e ferrovias por habitante do que qualquer outro país, inclusive os Estados Unidos. O Canadá foi o pioneiro no uso de oleodutos de longa distância para o transporte de petróleo e gás, além de outros produtos.

O sistema intermodal de passageiros, incluindo metrô, ônibus e linhas de trem existem em todas as cidades importantes. A maioria dos centros estão próximos a aeroportos internacionais. Em ambas as costas, nos Grandes Lagos e no Rio São Lourenço, prospera uma especializada indústria marítima. Os cientistas e engenheiros canadenses desenvolveram tecnologias para possibilitar esta rede e para fazer do Canadá o líder na solução de problemas de transporte.

O transporte rodoviário

Os primeiros colonizadores dependiam principalmente dos rios e lagos para o transporte. As primeiras estradas que construíram eram geralmente toscas e utilizadas para ligar diferentes rotas navegáveis. A construção extensiva de estradas só começou neste século devido à disponibilidade de automóveis.

Hoje, há mais de 300 000 Km de estradas asfaltadas e 530 000 Km de estradas sem pavimentação pelo país. A Trans-Canada Highway, terminada em 1962, é a maior rodovia do mundo, com 7775 Km.

O automóvel é a forma preferida de transporte pessoal. Fora os Estados Unidos, o Canadá é o país que mais tem automóveis por pessoa, com pelo menos 1 carro para cada 2 canadenses.

Os ônibus urbanos oferecem o serviço público mais extensivo do Canadá. Mais de 1000 empresas de transporte oferecem serviços aos passageiros, incluindo serviços de ônibus escolares em mais de 3400 comunidades canadenses.

As estradas também proporcionam uma das mais usuais formas de transporte de frete. Em 1990, cerca de 47% da renda dos fretes do Canadá foi gerada pela indústria de caminhões. Toras, carvão, material de construção e outras cargas pesadas são transportadas por jamantas. Imensos veículos de estrada transportam enormes quantidades de carvão, minerais e toras. E caminhões de combustíveis trafegam pelo trânsito intenso das cidades.

Transporte ferroviário

As estradas de ferro tiveram um papel decisivo na história do Canadá: a expansão para o oeste, além dos Grandes Lagos, dependeu muito das ferrovias. A expansão das linhas férreas na Colúmbia Britânica, em 1885, tornou o "sonho canadense" realidade: um Canadá unido, estendendo-se de costa a costa. De acordo com a Associação de Ferrovias do Canadá, a rede de transporte ferroviário incorpora hoje quase 71 133 Km das linhas férreas.

As ferrovias ainda são uma das principas formas de transporte de fretes. A Canadian National Railway e a Canadian Pacific Highway executam a maior parte dos serviços nacionais de frete férreo. Os trens urbanos de passageiros são fornecidos pela Via Rail Canada, uma corporação federal da Coroa. Em 1991, 3.6 milhões de passageiros viajaram de trem.

O transporte marítimo

O Canadá tem 59 509 Km de costa, incluindo 3000 Km de cursos d'águas internos (excetuando as costas das ilhas). As rotas navegáveis exercem um papel predominante na rede de transporte do Canadá.

Em 1992-93, milhões de toneladas de carga foram carregadas e descarregadas pelos portos canadenses. O sistema de portos federais consiste de 14 portos operados sob o sistema Ports Canada, nove grandes comissões portuárias autônomas e cerca de 300 portos públicos administrados pela Guarda Costeira do Canadá. Além disso, há aproximadamente 100 portos privados e dois portos provinciais ou municipais. A maioria dos portos de águas profundas está nas costas leste e oeste e às margens do St. Lawrence Seaway.

O St. Lawrence Seaway, um triunfo da engenharia, permite que os navios trafeguem pelo interior do continente. É uma das maiores vias navegáveis do mundo (com 3700 Km) e estende-se do Oceano Atlântico até a parte oeste do Lago Superior. Toda a Seaway é navegável em cerca de 9 meses e, desde 1970, os quebra-gelos da Guarda Costeira do Canadá mantêm o Rio São Lourenço aberto o ano todo até Montreal.

Transporte aéreo

A indústria aeronáutica do Canadá expandiu-se notavelmente nos últimos 25 anos. O número de aeronaves registradas aumentou em 206% entre 1968 e 1992; o número de passageiros transportados pelas linhas aéreas comerciais aumentou em 250%. As linhas aéreas canadenses transportaram cerca de 32 milhões de passageiros em 1991.

Duas grandes linhas aéreas servem tanto as rotas domésticas quanto internacionais. Outras linhas aéreas também oferecem serviços em mercados regionais, incluindo rotas entre o Canadá e os Estados Unidos. Cerca de 860 companhias aéreas domésticas licenciadas fornecem vôos regulares e fretamentos por todo o país

O transporte aéreo é especialmente importante para as comunidades do norte do Canadá. Muitas não são acessíveis por outros meios de transporte e dependem do serviço aéreo para seus suprimentos básicos.

Tecnologia

A fim de atender às necessidades de um trânsito eficiente nas cidades muito grandes, os canadenses estão desenvolvendo os mais automáticos veículos de bitola estreita e metrô disponíveis. Também têm projetado novos sistemas de transporte acessíveis aos idosos e portadores de deficiência.

Os canadenses continuam a desbravar novos campos com as aeronaves a turbopropulsor e tuboventilador, uma tecnologia que eles apresentaram ao mundo. Os canadenses desenvolveram uma aeronave única, que pode retirar 6.6 toneladas de água de um lago em 10 segundos e derramá-la sobre um incêncio na mata com precisão. E estão na linha de frente do desenvolvimento de socorros de navegação de alta tecnologia, como o sistema de pouso de microondas.

Os canadenses lideram o caminho na tecnologia marítima, produzindo cargueiros que se auto-descarregam, navios quebra-gelo com capacidade de navegação no Ártico, um escafandro cinco vezes mais forte que o aço embora sem peso na água, os únicos submarinos de passageiros do mundo e o mais avançado submarino de um só passageiro no mundo.

O Canadá desenvolveu novos ônibus urbanos e táxis para o uso norte-americano. Outros combustíveis têm sido testados, como por exemplo o ônibus a gás natural.

O país tornou-se a terceira nação espacial em 1962, com o lançamento do Alouette 1. Desde então, o Canadá ganhou reputação internacional na tecnologia aeroespacial, em desenvolvimentos tais como o Canadarm, designado para o programa espacial americano.

Através de toda a história, o Canadá foi desafiado a desenvolver uma rede de transporte eficiente e flexível, transportando mercadorias e pessoas por centenas de quilômetros, sob condições muito exigentes. No futuro, as coisas não serão mais fáceis; exigirão o mesmo nível de habilidades e imaginação que deu ao Canadá o reconhecimento internacional.

Footer

Data da última atualização:
2013-07-11