Governo de Canadá
Símbolo Governo de Canadá

Governo do Canadá

brasil.gc.ca

Breadcrumb

  1. Página inicial

Projeto Mulheres Mil, uma parceria Canadá - Brasil

Maria Aparecida Batista Marinho
Maria Aparecida Batista Marinho, esquerda, e Marta de Lima, direita, ambas participantes no Programa Mulheres Mil, utilizando suas novas habilidades enquanto leem um livro na biblioteca.
   
Uma típica vila brasileira
Uma típica vila brasileira do norte e nordeste onde as primeiras participantes do Mulheres Mil moram.

Todas as fotos por Yannick Cabassu

   

"É tão ruim ser analfabeta; é ser igual a um cego. Eu era cega e hoje estou enxergando." - Maria Aparecida Batista Marinho

Maria Aparecida Batista Marinho é a primeira em sua família a superar o analfabetismo. Dona de casa e estudante de 37 anos, ela sonha em se tornar professora e é um exemplo para suas cinco filhas. Ela não está sozinha.

Maria é uma das mil mulheres brasileiras que participaram do Mulheres Mil, um programa fundado pela Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional (CIDA/ACDI) e co-gerenciado pela Associação das Faculdades Comunitárias do Canadá (ACCC) e pelo Ministério da Educação do Brasil (MEC). Esta parceria entre instituições canadenses e brasileiras ajudou cerca de 13 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia brasileiros a desenvolverem melhores ferramentas, técnicas e currículos para mais de 1.000 mulheres em situação de exclusão econômica. Por sua vez, preparando-as melhor para a entrada no mercado de trabalho.

O projeto obteve tanto sucesso que foi recentemente aprovado pela Presidenta Dilma Rousseff como programa nacional, com o objetivo de qualificar 100 mil mulheres até 2014. Para isso, o Brasil investirá cerca de 3.6 milhões de Reais nos próximos 3 anos. O Brasil também pretende levar o Programa Mulheres Mil para Moçambique, tornando-o um programa conjunto entre Brasil, Canadá e Moçambique, com financiamento do Banco Mundial.

Marta de Lima
Marta de Lima mostra algumas de suas recentes criações em artesanato, que ela venderá utilizando as habilidades adquiridas com o Mulheres Mil.

Todas as fotos por Yannick Cabassu
   

O Mulheres Mil nasceu da colaboração entre faculdades e associações profissionais brasileiras e canadenses, para oferecer treinamento a camareiras no estado do Rio Grande do Norte. Embora tenha tido um início simples, os objetivos do Programa não foram nada modestos. Uma das principais prioridades da qualificação é desenvolver o senso de autoestima e confiança nas participantes - algumas das quais temiam trabalhar com computadores, escrever na lousa ou até mesmo ser solicitadas a escrever o próprio nome. Em contraste a esta situação, hoje, o senso de autoestima de muitas participantes é extraordinário, assim como suas contribuições para suas comunidades.

Vera Lúcia Francisca da Silva costumava pensar em educação como algo fora de seu alcance, "Hoje" diz ela, "Vejo que sou capaz de estudar, Eu estou vendo que a gente tem capacidade de estudar, pode passar em qualquer estudo que a gente queira, só basta acreditar na gente."

O Brasil assumiu agora total responsabilidade pelo financiamento do Programa Mulheres Mil, já nacionalizado e amplamente expandido, com o objetivo de oferecer qualificação técnica em 366 institutos, em todos os 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. A ACCC continua sendo uma parceira fundamental deste Programa, ministrando treinamento para professores, personalizando os processos e as melhores práticas canadenses. Paul Brennan, Vice-Presidente da ACCC, declarou: "Fomos transformados através do trabalho com nossos dedicados e enérgicos colegas brasileiros e esperamos muitos mais anos de crescimento em nossos intercâmbios institucionais. No final, isto irá nos preparar melhor para um desafio global comum: proporcionar educação acessível a todos."

O Embaixador do Canadá para o Brasil, Jamal Khokhar, afirmou: "Nós compartilhamos uma visão de mundo onde as mulheres de todos os seguimentos da sociedade são capacitadas com educação e estão engajadas financeiramente em suas comunidades. Juntos poderemos compartilhar as lições aprendidas e explorar os caminhos futuros para ações nacionais e internacionais de apoio a esta inciativa."

O Brasil promoveu grandes avanços no combate à pobreza, reduzindo as taxas de pobreza, na última década, pela metade e a desigualdade de renda a um número histórico, em 2010. Mas ainda há cerca de 16,3 milhões de pessoas, ou 8,5% de sua população, vivendo em extrema pobreza (com menos de R$ 24,56 por mês) e cerca de três quartos desta população vivem na Região Nordeste, incluindo um número desproporcional de lares chefiados por mulheres.

Iniciativas como o Mulheres Mil podem colaborar com a continuação deste progresso com o Canadá e o Brasil trabalhando juntos para mudar vidas para a melhor.

>>Leia e compartilhe more stories about Canada’s activities around the world - follow Eyes Abroad

 

Footer

Data da última atualização:
2012-03-01